Eleições 2018
Publicada em 07/09/2018 às 09h21. Atualizada em 07/09/2018 às 09h21
Aliados escondem Temer em campanhas eleitorais em Pernambuco
Ex-ministros tentaram impedir a circulação de imagem em que aparecem juntos de presidente
Por: Marcos André Fonte:G1


0

Presidente mais impopular da história do Brasil, Michel Temer sumiu das propagandas eleitorais de seus aliados.Pelo menos 16 ex-ministros do emedebista são candidatos em todo país. Só dois deles citaram o presidente no horário eleitoral na TV e no rádio, desde o dia 31 de agosto, e em publicações nas redes sociais, desde o início da campanha, no dia 16.

Um, para criticá-lo. Foi o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero (PPS), que concorre no Rio de Janeiro a uma vaga na Câmara dos Deputados.

Outro que citou Temer, o ex-chefe da Fazenda Henrique Meirelles, o fez de forma discreta, enquanto contava sua história na vida pública, durante o horário eleitoral. O emedebista é candidato à Presidência da República.

Já nas redes sociais, Meirelles não publicou nenhuma postagem que fizesse referência ao atual presidente. Lula, por exemplo, foi citado 26 vezes pelo emedebista desde o dia 16 de agosto no Twitter.

Outros ex-integrantes da cúpula do governo ignoram o presidente. É o que faz Romero Jucá, ex-ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão e que também foi líder do governo no Senado até agosto. O senador emedebista tenta a reeleição em Roraima.

Um dos aliados mais fiéis do presidente diz no horário eleitoral que sua proposta para barrar a entrada de venezuelanos no Brasil não foi aceita. “Continuo cobrando providências do presidente”, diz Jucá, sem dizer o nome de Temer. Nas redes sociais, apenas mencionou o companheiro de partido para anunciar que deixou a liderança do governo.

Temer atingiu o índice mais baixo de aprovação em pesquisa do Datafolha, em junho. Seu governo foi considerado ótimo ou bom por 4% dos brasileiros, enquanto 82% da população considera seu governo ruim ou péssimo.

Em Pernambuco, Bruno Araújo (PSDB) e Mendonça Filho (DEM) foram à justiça para impedir a circulação de uma imagem em que aparecem ao lado do presidente, com a legenda "A Turma de Temer em Pernambuco". Eles são, respectivamente, ex-ministro das Cidades e ex-ministro da Educação do presidente. Também estão na montagem Fernando Bezerra (PSB) e Armando Monteiro (PTB). 

Tags: Cotidiano, Brasil,
Pernambuco
Preço médio da gasolina sobe e chega a R$ 4,65 mesmo sem reajuste nas refinaria
Eleições 2018
Julio Lossio é expulso do partido e está fora da disputa ao governo de Pernambuco
Empregos
Brasil abriu 110.431 novos postos de trabalho em agosto
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.