Concurso
Publicada em 02/09/2018 às 15h20. Atualizada em 02/09/2018 às 15h20
Concurso MP-PE: órgão prevê edital em setembro e provas em dezembro
De acordo com o MP-PE, o edital do concurso para técnicos e analistas ministeriais deve ser divulgado no dia 18 de setem
Por: Redação PortalPE10 | Fonte: G1


Resultado de imagem para concurso

Já para nível superior serão contempladas 10 vagas, sendo sete para área jurídica, uma para auditoria, uma para Biblioteconomia e uma para documentação. Haverá ainda cadastro de reserva para as especialidades de Serviço Social, Medicina, Engenharia Civil, Comunicação Social e Informática.

De acordo com a estrutura remuneratória do MP-PE, os ganhos iniciais dos analistas ministeriais são de R$4.809,54. Tais valores podem passar a R$22.099,68, no final da carreira.

Concurso MP-PE tem comissão e banca definidas

Em novembro de 2017, o MP-PE solicitou à Procuradoria Geral de Justiça a abertura de concurso público de provas e títulos para o preenchimento de vagas para técnicos e analistas ministeriais. Na época, o secretário-geral do MP-PE, Alexandre Augusto Bezerra destacou a importância de uma nova seleção para servidores.

"O concurso público para preenchimento do quadro efetivo é uma necessidade, mesmo diante da iminência do redimensionamento de pessoal a ser proposto pela Comissão de Estruturação das Promotorias e Procuradorias de Justiça", avaliou.

Apenas em abril deste ano, no entanto, o órgão teve autorização para definir os servidores responsáveis por compor a comissão organizadora. Os profissionais, então, elaboraram o termo de referência de concurso para escolher a banca organizadora.

No dia 22 de agosto, a Fundação Carlos Chagas foi divulgada como a empresa que aplicará as provas objetivas e ficará a frente da organização do concurso MP-PE para área de apoio. O regime de contratação do órgão é o estatutário, que assegura a estabilidade empregatícia.

Último concurso MP-PE ocorreu há seis anos

O Ministério Público de Pernambuco divulgou o edital do último concurso para servidores em 2012. A banca organizadora também foi a FCC. Ao todo, foram oferecidas 38 vagas para os cargos de técnico e analista ministerial.

O cargo de técnico ministerial teve as oportunidades distribuídas pelas áreas Administrativa (com exigência do nível médio) e Contabilidade, Eletrônica, Telecomunicações e Informática (com requisito de nível técnico na área). Os vencimentos iniciais eram de R$2.160,73. 

Já para a carreira de analista ministerial, as vagas foram para as especialidades de Arquitetura, Ciências Contábeis, Comunicação Social (Jornalismo), Engenharia Civil, Informática, Jurídica, Psicologia e Serviço Social, tendo como requisito o nível superior. Os ganhos eram de R$3.578,37.

Todos os candidatos foram avaliados por provas objetivas, com 60 questões. Para técnicos, foram 30 perguntas de Conhecimentos Básicos e 30 de Conhecimentos Específicos. Já para analistas foram cobradas 20 questões básicas e 40 específicas.

Foram considerados aprovados os inscritos a técnico que somaram 150 pontos na objetiva. Já para conseguir a aprovação para analista foram necessários 200 pontos. Somente os concorrentes de nível superior também foram submetidos a prova de títulos. 

Tags: Cotidiano, Brasil,
Alagoas
Comissão Interamericana de Direitos Humanos diz que há sinais de execução sumária
Política
Maitê Proença é cotada para Ministério do Meio Ambiente no governo Bolsonaro
Segurança Pública
Pernambuco é o estado do Nordeste com mais adolescentes infratores
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.