Série B
Publicada em 01/09/2018 às 12h12. Atualizada em 01/09/2018 às 12h17
Walter presta depoimento à polícia em Maceió e é liberado
A informação foi publicada primeiro pelo 'Globo Esporte', e confirmada pelo LANCE!
Por: Enzo Gabriel | Fonte: LANCE!


Walter está liberado da delegacia (Gustavo Henrique/RCortez/Ascom CSA)

Depois de ser denunciado por funcionário da Eletrobras por está portanto arma de brinquedo, Walter teve que fazer um depoimento nesta sexta-feira, na delegacia e Central de Flagrantes em Maceió. Depois disso, foi liberado pelo delegado Antônio Carlos Machado junto ao presidente do CSA, que estava acompanhando o atleta. A informação foi publicada primeiro pelo "Globo Esporte", e confirmada pelo LANCE!.

- Ele foi ouvido pela delegado e não precisou pagar fiança - disse Tavares, que também lamentou o caso. É uma situação chata, mas lidar com o ser humano é complicado. O CSA já emitiu uma nota oficial e na segunda-feira a gente vai conversar com o jogador e tomar as providências cabíveis - completou o dirigente do CSA, ao Globo Esporte.

De acordo com a polícia, um dos funcionários da Eletrobras chegou a relatar que foi agredido pelo jogador com um tapa no rosto.

ENTENDA O CASO 

Mais cedo, o atacante Walter foi detido com uma arma de brinquedo, em Maceió. O jogador, que está atuando no CSA e se recupera de lesão no joelho esquerdo, foi levado à delegacia da região para esclarecer o caso, após denúncia de funcionário da Eletrobras, que foi à sua casa para cortar sua luz.

O jogador ainda se pronunciou sobre o acontecimento. Walter relatou que foi um mal entendido, e confirmou que tem um comprovante da arma de brinquedo. Além disso, pediu desculpas pelo e que foi um momento errado.

- O que aconteceu foi um mal entendido, sabe? Eu, com uma arma de brinquedo de casa, que tenho o comprovante que posso ir para qualquer lugar com ela. Nesse momento, o cara foi cortar a luz de casa e eu desci com essa arma. O cara pensou que eu tinha jurado ele, de alguma forma. Não foi isso o que aconteceu. Eu peço desculpas por tudo, o acidente, tudo. Não foi por mal. Quem me conhece, sabe. É isso aí. Foi um momento errado, uma hora errada - disse ao G1.

A Eletrobras também soltou uma nota oficial dizendo que Walter já teria ameaçado outros dois funcionários em algumas ocasiões. A nota ainda cita que o jogador estaria com fatura de pagamento atrasada, por isso o corte luz.

Tags: ,
Palmares
Altair Junior vira réu por improbidade administrativa no caso de atraso dos salários
Política
Lula chega à Justiça Federal para ser interrogado em processo da Lava Jato
Brasil
Com eleição de Bolsonaro, Cuba anuncia fim da parceria com Brasil no Mais Médicos
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.