Política
Publicada em 05/08/2018 às 06h47. Atualizada em 05/08/2018 às 08h06
Decisão é Final: Marília Arraes não será candidata ao governo de Pernambuco pelo PT
No encontro nacional do PT, delegados não quiseram bater de frente com a decisão tomada pelo diretório nacional,
Por: Redação PortalPE10 | Fonte: Diário de Pernambuco


Foto: Nando Chiappetta/Esp DP (Foto: Nando Chiappetta/Esp DP)

O encontro nacional do PT, realizado em São Paulo e com a presença de aproximadamente 600 delegados da legenda petista, a chamada base do partido, lavou as mãos sobre a decisão de manter ou retirar a pré-candidatura de Marília Arraes (PT) ao governo de Pernambuco.

Os delegados decidiram não se posicionar. Isso significa, segundo a secretária de comunicação da sigla no estado, Sheila Oliveira, que prevalece o que foi determinado pelo diretório nacional do PT na última sexta-feira. Na prática, a base nacional não quis se rebelar contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que esteve a par de todas as negociações e externou sua posição por meio da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann. Lula inclusive foi confirmado neste sábado como candidato petista à Presidência da República.

O PT de Pernambuco vai se aliar com o governador Paulo Câmara (PSB). O nome que vai representar a sigla petista nas eleições de 2018 e na aliança estadual com o PSB é o senador Humberto Costa. Ele será candidato ao Senado na chapa de Paulo Câmara, ao lado de Jarbas Vasconcelos (MDB). 

Segundo Sheila, o encontro nacional é a última instância partidária que poderia ter dado suporte à postulação de Marília. Como os delegados acharam por bem não se posicionar sobre o assunto - eles votaram para não decidir - o recurso perdeu o sentido.

Sheila Oliveira estava ao lado de Marília quando saiu o resultado. A pré-candidata ainda não foi localizada até o fechamento desta matéria. 

O presidente estadual do PT, Bruno Ribeiro, disse que "o encontro deliberou que a decisão sobre os recursos foi delegada à executiva nacional, que já tem a posição que conhecemos e que ontem foi mantida pelo diretório nacional"

Preso desde o dia 7 de abril, na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba (PR), Lula conseguiu mexer em todo o xadrez eleitoral do país e do estado ao propor a retirada do nome da pré-candidata de cena. O afastamento de Marília do páreo isolou o presidenciável Ciro Gomes (PDT). Pernambuco estará no centro das atenções políticas até o prazo final das convenções partidárias neste domingo (5). 

Depois dessa decisão, o PT de Pernambuco vai realizar sua convenção estadual apenas de forma protocolar neste domingo, às 11h. O recurso de Marília foi indeferido pelo diretório nacional por 57 votos a 29. Antes, a executiva nacional da legenda já havia decidido retirar a pré-candidatura de Marília por 17 a 8. Marília resistiu até "a última instância", como prometeu.

Mas, entre a pré-candidatura dela e uma orientação de Lula, que está preso, os delegados-militantes optaram por deixar a decisão com o maior cacique da legenda. A vantagem agora, portanto, está com Paulo Câmara. Ele será o candidato de Lula em Pernambuco e será confirmado na convenção estadual da sigla socialista.

Tags: Politica,
Brasil
Dia D de vacinação contra a pólio e o sarampo ocorre neste sábado
Brasil
Pesquisa: como candidato de Lula, Haddad salta e encosta em Bolsonaro
Eleições 2018
Bolsonaro chama de 'analfabeto' quem critica seu plano de governo
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.