Copa do Mundo
Publicada em 28/06/2018 às 22h47. Atualizada em 28/06/2018 às 22h53
COPA #DIA15: Colômbia nas oitavas, disciplina japonesa e Bélgica líder
A fase de grupos da Copa da Rússia acabou
Por: Enzo Gabriel | Fonte: LANCE!


Slide 1 de 8: Veja as imagens de Senegal 0 x 1 Colômbia

A fase de grupos da Copa da Rússia acabou. Nesta quinta-feira, Colômbia e Japão preencheram as duas vagas que restavam e, assim, estão definidos todos os confrontos do mata-mata. Outra disputa que estava em pauta para este 15º dia do Mundial era a liderança do Grupo G. Com a vitória por 1 a 0 sobre a Inglaterra, a Bélgica ficou com o posto. Perdeu alguma novidade? Confira o resumo elaborado pelo LANCE!:


COLÔMBIA NA PONTA

Foi difícil, mas a Colômbia avançou para as oitavas de final da Copa. Com gol marcado pelo zagueiro Mina, ex-Palmeiras, a seleção comandada por José Pékerman venceu o confronto direto contra Senegal e ficou com uma das vagas do Grupo H. E o resultado foi melhor do que o esperado. Com a derrota do Japão para a já eliminada Polônia, os sul-americanos terminaram a primeira fase com a liderança da chave. O rival nas oitavas será a Inglaterra.

LESÃO DE CRAQUE

Apesar da vitória sobre Senegal, a Colômbia tem uma grande preocupação para a sequência da Copa. Titular nesta quinta, James Rodríguez sentiu lesão e precisou ser substituído. Em coletiva, o técnico José Pékerman não especificou o problema que impediu o atleta de continuar em campo. mas lamentou a situação e disse estar preocupado: "É muito duro para a equipe. Não queria falar sobre isso, pois não queria começar a coletiva lamentando uma situação crítica. Mas estou muito preocupado. Ele treinou normalmente até ontem (quarta). Não tínhamos nenhum indício. Não sei o que vai ser".

DISCIPLINA JAPONESA

A seleção japonesa também jogará as oitavas. Nesta quinta, a equipe asiática perdeu por 1 a 0 para a Polônia, mas ficou com o segundo lugar do Grupo H, com quatro pontos. A classificação foi conquistada devido graças ao número inferior de cartões recebidos em relação aos senegaleses, que tiveram o mesmo desempenho dos japoneses na primeira fase da competição, mas sofreram mais punições.

DECEPÇÃO AFRICANA

A eliminação de Senegal representou o fim de uma longa sequência. Desde 86, o continente africano tinha ao menos um representante nas oitavas de final da Copa. Em 2014, haviam sido duas as seleções do Novo Continente nesse estágio. Além de Senegal,apenas Nigéria e Tunísia conseguiram vencer uma partida na fase de grupos na Rússia.

BÉLGICA NAS ALTURAS

Em confronto repleto de suplentes, a Bélgica venceu a Inglaterra e terminou a primeira fase com a liderança do Grupo G e o melhor ataque da Copa do Mundo com nove gols. Derrotada, a seleção de Gareth Southgate ficou com o segundo lugar da chave e também avançou para a etapa seguinte. Os belgas podem ser os adversários do Brasil nas quartas de final.

FIM DO JEJUM DE DÉCADAS

Eliminados antes mesmo antes de a bola rolar pelo último jogo da fase de grupos, Tunísia e Panamá mediram forças nesta quinta. E os africanos levaram a melhor. De virada, vitória pelo placar de 2 a 1 e o fim de um jejum de 40 anos sem vencer em Copas. A última vez havia sido contra o México, em 1978, na Argentina. Esse, por sinal, também era o único triunfo dos tunisianos na competição, e o primeiro de um africano no torneio. O Panamá encerrou a primeira participação no torneio sem vitórias.

O QUADRO DE MARCELO

A CBF declarou que o lateral-esquerdo titular teve uma melhora em sua situação clínica. Ele sofreu um espasmo na coluna no jogo contra a Sérvia e precisou ser medicado. A entidade, porém, não estipulou prazo para a recuperação e ele é dúvida para o jogo das oitavas de final contra o México, no próximo sábado às 11h, em Samara (RUS).

DESABAFO DO CRAQUE

Entre os principais líderes da Espanha, Andrés Iniesta desabafou em entrevista concedida ao jornal "Marca". Aos 34 anos, o meio-campista reclamou de como a imprensa trata a seleção: "Ouço desde os meus 30 anos que sou velho. Não posso censurar ninguém, todo mundo tem sua opinião. Em todos os jogos em que não conseguimos o resultado, parece que perdemos a Copa. Eu vejo uma boa geração chegando, jogadores importantes em suas equipes e que podem dar alegrias na seleção".

ARGENTINA 'IDEAL'

Depois do sofrimento no Grupo D, a Argentina está totalmente focada para o compromisso diante da França, que abrirá as oitavas de final no sábado. Para o duelo, o técnico Jorge Sampaoli quer fazer algo inédito desde que assumiu o comando da seleção: repetir a escalação do jogo anterior - até o momento, o treinador utilizou 14 equipes diferentes em 14 jogos disputados. Caso isso aconteça, os hermanos irão para campo com: Armani, Mercado, Otamendi, Rojo e Tagliafico; Mascherano, Enzo Pérez e Banega; Messi, Di María e Higuaín.

Confira a agenda das oitavas de final:

Sábado (30/6)

11h - França x Argentina, em Kazan

15h - Uruguai x Portugal, em Sochi

Domingo (1/7)

11h - Espanha x Rússia, em Moscou

15h - Croácia x Dinamarca, em Nizhny Novgorod

Segunda-feira (2/7)

11h - Brasil x México, em Samara

15h - Bélgica x Japão, em Rostov

Terça-feira (3/7)

11h - Suécia x Suíça, em São Petersburgo

15h - Colômbia x Inglaterra, em Moscou

Tags: ,
Palmares
Altair Junior vira réu por improbidade administrativa no caso de atraso dos salários
Política
Lula chega à Justiça Federal para ser interrogado em processo da Lava Jato
Brasil
Com eleição de Bolsonaro, Cuba anuncia fim da parceria com Brasil no Mais Médicos
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.