Empregos
Publicada em 22/06/2018 às 08h03. Atualizada em 22/06/2018 às 08h03
Regras processuais da reforma trabalhista só valem para ações posteriores à lei
O pagamento de honorários em caso de derrota na ação e custas processuais, por exemplo,
Por: Redação PortalPE10 | Fonte: G1


Resultado de imagem para CARTEIRA DO TRABALHO

Os ministros do TST (Tribunal Superior do Trabalho) decidiram, nesta quinta-feira (21), que as regras processuais estabelecidas pela reforma trabalhista só valem para ações ajuizadas após anova lei entrar em vigor, em novembro do ano passado.

Isso significa que o pagamento de honorários em caso de derrota na ação e custas processuais, por exemplo, não pode ser aplicado em ações ajuizadas antes da vigência da reforma trabalhista. Pela regra anterior, o trabalhador que alegasse insuficiência financeira tinha o benefício da gratuidade.

O plenário da corte deu aval à decisão da comissão criada para analisar a nova legislação. A proposta foi apresentada em maio.Quando a reforma trabalhista entrou em vigor, o Ministério do Trabalho havia informado que caberia aos juízes decidir se a cobrança valeria também para processos antigos.

Tags: Cotidiano, Brasil,
Litoral Sul
Mulher morre após levar facada de namorado da sobrinha em São José da Coroa Grande,PE
Eleições 2018
'Acredito em vitória no primeiro turno', diz Henrique Meirelles
Entretenimento
'Meu voto é secreto', diz Anitta após suposto apoio a Bolsonaro
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.