Copa
Publicada em 04/06/2018 às 11h59. Atualizada em 04/06/2018 às 11h59
Liberação de funcionário não é obrigatória para jogos da Copa
Caso não seja assinado um decreto de feriado pelos poderes Executivos os patrões estão desobrigados.
Por: Redação PortalPE10 | Fonte: Cidade


Foto: Reprodução/PortalPE10

A poucos dias para o início da Copa do Mundo 2018, que será realizada na Rússia, os brasileiros já estão se programando para assistir aos jogos da seleção. Como algumas partidas acontecerão durante a semana, fica a dúvida se as empresas vão ou não liberar os funcionários para acompanharem os jogos.

Alguns fãs de futebol temem não poder acompanhar os jogos, pela lei, segundo o especialista em Direito do Trabalho, Marco Aurélio Dantas, as empresas não são obrigadas a liberarem os funcionários para assistirem aos jogos, mesmo que sejam da seleção brasileira.

Questionados sobre a possibilidade, apenas 28% dos patrões dizem que irão liberar os funcionários para assistir aos jogos da seleção, revela um levantamento realizado pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas).

Caso não seja assinado um decreto de feriado pelos poderes Executivos os patrões estão desobrigados a permitir que os funcionários assistam aos jogos e têm o direito de descontar o dia dos profissionais que não forem trabalhar. 

“A falta injustificada possibilita o desconto da jornada de trabalho no dia referente àquela. Ele tem o direito de fazer o desconto, porque é uma falta injustificada. Nos casos da liberação, o que se pode fazer é não proceder ao desconto", diz Marco Dantas.

Litoral Sul
Mulher morre após levar facada de namorado da sobrinha em São José da Coroa Grande,PE
Eleições 2018
'Acredito em vitória no primeiro turno', diz Henrique Meirelles
Entretenimento
'Meu voto é secreto', diz Anitta após suposto apoio a Bolsonaro
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.