Pernambuco
Publicada em 15/05/2018 às 09h08. Atualizada em 15/05/2018 às 14h16
Polícia deflagra operação contra cartel de combustíveis na RMR e Mata Sul
Presidente do Sindicombustíveis-PE e donos de postos de gasolina também são investigados, segundo a Polícia Civil.
Por: Redação PortalPE10 | Fonte: G1


Operação apreendeu documentos e computadores  (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

A Polícia Civil de Pernambuco deflagrou, na manhã deste terça-feira (15), a Operação Funil, que investiga a formação de cartel no setor de combustíveis na Região Metropolitana do Recife e interior do estado. Três pessoas foram presas e 27 mandados de busca e apreensão cumpridos.

O crime de cartel consiste na cooperação entre empresas para manipular o preço do combustível. Os mandados foram cumpridos em residências (10) e postos de gasolina (17) no Recife, Jaboatão dos Guararapes, Abreu e Lima, Igarassu, Moreno, Vitória de Santo Antão, Pombos, Paudalho, Glória do Goitá, Gravatá e Bonito. Uma espingarda foi apreendida num posto em Moreno, na BR-232.

Os três presos são funcionários do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Pernambuco (Sindicombustíveis-PE) que, segundo o delegado Nelson Souto, gerente operacional das Delegacias Especializadas, mantinham contato com donos dos postos e faziam o direcionamento para a prática do cartel.

Ainda segundo o delegado, houve mandado de busca cumprido na casa do presidente do Sindicombustíveis-PE, Alfredo Ramos Pinheiro. “Ele está sendo investigado, assim como donos de postos. Então é uma investigação bem longa e que a gente espera aprofundar mais à frente”, disse.

O G1 entrou em contato com o Sindicombustíveis-PE e os funcionários informaram que não tinham autorização para comentar o assunto. O presidente da entidade não respondeu ao contato.

As investigações tiveram início no mês de julho de 2017 e foram presididas pelo delegado Germano Cunha, titular da Delegacia de Crimes Contra a Ordem Tributária (Decot/Diresp).

Participaram da operação 163 policiais civis, entre delegados, comissários, agentes e escrivães. Esta é a 14ª Operação de repressão qualificada de 2018.

Os presos e materiais apreendidos foram encaminhados para a sede do Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil, no bairro do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife. Os presos serão levados para o Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana.

Os três vão responder por crime contra a ordem tributária. “Infelizmente, no momento que estamos vivendo, com os combustíveis com alto valor, a sociedade, inclusive, clama pela redução desses preços, a gente tem a informação que o sindicato estaria direcionando os preços aqui no estado de Pernambuco”, comentou o delegado.

Palmares
Altair Junior vira réu por improbidade administrativa no caso de atraso dos salários
Política
Lula chega à Justiça Federal para ser interrogado em processo da Lava Jato
Brasil
Com eleição de Bolsonaro, Cuba anuncia fim da parceria com Brasil no Mais Médicos
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.