Entretenimento
Publicada em 09/05/2018 às 23h28. Atualizada em 09/05/2018 às 23h28
Eriberto Leão e Rafael Zulu protagonizam beijo gay em novela da Globo
Os dois vivem os personagens Samuel e Cido na novela O outro lado do paraíso.
Por: Bruna Cavalcante Fonte:UOL


Reprodução TV Globo

Eriberto Leão e Rafael Zulu vivem o casal Samuel e Cido, na novela O outro lado do paraíso, da TV Globo. O casal que estava no meio de uma briga, por conta das influências de Adinéia, personagem de Ana Lúcia Torre, protagonizaram um beijo gay após fazer as pazes

Na trama de Walcyr Carrasco, Samuel é um médico e viveu um triangulo amoro com Cido e Suzy (Ellen Roche). Com medo de assumir sua orientação sexual para a mãe, Adinéia, Samuel se casou com Suzy e mantinha um relacionamento com Cido. Após ser desmascarado por Clara (Bianca Bin), o médico assume o romance com Cido, que não é poupado do preconceito e das críticas e insunuações de Adnéia, que planejava uma "cura gay" para o filho. 

No capítulo exibido nessa terça-feira, 8/5, Samuel se desespera ao ouvir de Cido que ele está indo embora. "Eu não posso ficar em lugares que não querem que eu fique. Sua mãe fez miséria comigo. Samuel, eu vou embora", ameaça o motorista. "Não vai embora, eu não consigo", responde Samuel, com lágrimas nos olhos. Emocionado, o médico não se contém e beija o namorado na frente da mãe.A cena com troca de carinhos e forte apelo emocional durou poucos segundos e foi o suficiente para causar discussões na internet. No Twitter, Hugo Gloss comemorou: "E vai ter beijo gay na novela sim". 

"A galera revoltada com o beijo gay em O Outro Lado do Paraíso, dizendo que a Globo tá destruindo a família, é a mesma galera que não perdeu um capítulo da Angel, com 16 anos, transando com o padrasto em Verdades Secretas, que assistia Mel Lisboa dormindo com homens casados em presença de Anitta, que procura na internet as participantes do BBB pagando peito, que gravou Gabriela pra ver a Juliana Paes pelada, mesmo que numa cena de estupro. Vocês não tem nada contra a Globo, vocês têm contra homossexuais. Porque se a sua família aguenta ver pedofilia, adultério, invasão de privacidade e estupro, um beijo entre duas pessoas não vai destruir nada", publicou Luiz Guilherme Prado. 
Brasil
Casal é suspeito de enforcar, matar e retirar bebê de dentro da barriga de grávida
Mata Sul
Segundo suspeito de estuprar criança é preso em Gameleira,na Mata Sul
Brasil
Criança é estuprada ao visitar pai em ala para presos por crimes sexuais no Ceará
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.