Brasil
Publicada em 02/03/2018 às 21h53. Atualizada em 02/03/2018 às 21h53
Fachin aceita incluir Temer em inquérito da Lava Jato
Odebrecht teria pago propina a ministros do PMDB em troca de interesses da empreiteira na secretaria....
Por: Marcos André Fonte:G1


Resultado de imagem para Fachin aceita incluir Temer em inquérito da Lava Jato

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), acatou pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) e incluiu o presidente Michel Temer como investigado em um inquérito da Lava Jato no qual já são investigados os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência). 

O caso envolve o suposto favorecimento da empresa Odebrecht durante o período em que Padilha e Moreira Franco foram ministros da Secretaria da Aviação Civil, entre os anos de 2013 e 2015.

De acordo com depoimento de delação premiada do ex-executivo da Odebrecht Claudio Melo Filho, houve um jantar no Palácio do Jaburu, em maio de 2014, para tratativas de um repasse de R$ 10 milhões como forma de ajuda de campanha para o PMDB.

Na última terça-feira (27), a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, enviou a manifestação ao STF em que pediu a inclusão de Temer no inquérito. Para isso, ela discordou do entendimento do ex-procurador Rodrigo Janot, que, no ano passado, decidiu não incluir Temer na investigação, por entender que o presidente tem imunidade constitucional enquanto estiver no cargo.

Para a procuradora, a Constituição impede somente o oferecimento de uma eventual denúncia contra os investigados, mas não a investigação em si, sob pena da perda ou ocultamento de provas. Em decisão desta sexta-feira, Fachin acatou os argumentos.

Tags: Cotidiano, Brasil,
Brasil
Acusado de matar jovem após pegar carona combinada pelo WhatsApp é condenado
Brasil
Adolescente tenta matar colega na escola após ser 'delatado'
Brasil
Menos da metade dos municípios têm plano de saneamento, aponta IBGE
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.