Brasil
Publicada em 01/03/2018 às 06h45. Atualizada em 01/03/2018 às 06h45
Filho de vereador Neguinho Boiadeiro matou vereador Tony Pretinho em Batalha, AL
Pai de Baixinho Boiadeiro havia sido morto um mês antes.
Por: Marcos André Fonte:G1


No ano passado, Baixinho Boiadeiro postou vídeo nas redes sociais para falar da morte do pai (Foto: Youtube/Reprodução)

Em entrevista coletiva, na tarde desta quarta-feira (28), o delegado da comissão da Polícia Civil que investiga os crimes ocorridos em Batalha, João Marcelo, afirmou que José Márcio Cavalcante Neto, o Baixinho Boiadeiro, é o responsável pela morte do vereador Tony Carlos Silva de Medeiros, o Tony Pretinho, assassinado a tiros, na porta de casa, no município de Batalha, no dia 15 de dezembro do ano passado.

Segundo o delegado, Baixinho cometeu o crime por achar que Tony Pretinho seria o responsável pelas mortes do pai dele, o vereador Adelmo Rodrigues de Melo, o Neguinho Boiadeiro e de Emanuel Araújo, primo de Baixinho.

"Nós já não temos mais dúvidas que Baixinho ao lado de Tiago Mariano Tenório, conhecido como Tiago Negão, foi quem matou Tony Pretinho”, contou.

Ainda de acordo com o delegado, durante o crime, Tiago Mariano teria dado 15 disparos com uma arma calibre 12  e, em seguida, Baixinho teria dado o último tiro de 9mm na cabeça de Tony Pretinho.

“A nossa certeza quanto à autoria na morte do Tony vem dos exames da Perícia Oficial. A mesma arma utilizada para matar José Emílio Dantas confere com a arma utilizada contra o vereador”, explicou.

Presente a coletiva, o secretário de Estado da Segurança Pública, coronel Lima Júnior falou do perfil do acusado.

Vereador Batalha Tony Pretinho (Foto: Reprodução/TV Gazeta)

"O Baixinho oferece grande risco à população. Nós estamos trabalhando para prendê-lo o quanto antes", explicou.

O delegado de Homicídios, Fábio Costa, informou durante a coletiva que as investigações também apontam que Baixinho Boiadeiro planejou,  horas depois da morte do pai, matar a prefeita de Batalha, Marina Dantas. 

"Nós já temos fortes indícios que além dele tentar assassinar José Emílio Dantas, a prefeita de Batalha, Marina Dantas também estaria na mira do acusado", disse. 

Tags: Cotidiano, Brasil,
Eleições 2018
'Caso Lula não possa ser candidato, continuaremos apoiando Haddad', diz Paulo Câmara
Acidente
Ônibus que faz a linha Palmares-Caruaru pega fogo no distrito do Formigueiro
Brasil
Ibope indica Lula com 37% e Bolsonaro com 18%; veja a pesquisa
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.