Brasil
Publicada em 07/12/2017 às 23h08. Atualizada em 07/12/2017 às 23h08
STF decide que assembleias não podem derrubar prisão de deputados estaduais
O placar de 5 a 4 teve voto de desempate da presidente, Cármen Lúcia.
Por: Bruna Cavalcante Fonte:G1


Brasília - O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta quinta-feira, que parlamentares estaduais não têm as mesmas prerrogativas de deputados federais e senadores, que somente podem ser presos em flagrante por crime inafiançável e com aprovação da Casa Legislativa a que pertencem. O resultado, no entanto,  é provisório, uma vez que o julgamento não foi encerrado.

Apesar do resultado obtido na votação, o julgamento foi suspenso para aguardar os votos dos ministros Luís Roberto Barroso e Ricardo Lewandowski, ausentes na sessão de hoje. Para a finalização do julgamento seriam necessários seis votos contra a imunidade para encerrá-lo.

Com a decisão, a Corte valida a decisão da Justiça do Rio de Janeiro que mandou prender deputados estaduais investigados pela Polícia Federal, após a assembleia estadual ter derrubado a decisão por meio de votação no plenário da Casa. O mesmo entendimento será aplicado em casos semelhantes no Mato Grosso e no Rio Grande do Norte.

O placar de 5 a 4  foi obtido com voto de desempate da presidente, Cármen Lúcia. Durante seu voto, a ministra disse que a “corrupção está sangrando o país” e que o sistema jurídico impõe a ética no serviço público. No entendimento da presidente, as assembleias não podem revisar decisões judiciais que determinem a prisão de deputados estaduais.


Tags: Cotidiano, Brasil,
Política
TSE pode cassar eventual diplomação de Lula e Bolsonaro, diz Gilmar
Recife
Advogado ferido em acidente de trânsito no Recife que deixou três mortos recebe alta
Entretenimento
Túlio Gadelha fala sobre William Bonner pela primeira vez
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.