Brasil
Publicada em 05/12/2017 às 21h33. Atualizada em 05/12/2017 às 21h33
Homem mata a ex por ciúmes com 36 facadas na frente das filhas
Suspeito foi preso, poucas horas depois, escondido em casa em Mongaguá, no litoral.
Por: Marcos André Fonte:G1


Simone foi morta a facadas pelo ex-marido em Osasco (SP). (Foto: Arquivo Pessoal)

Um homem foi preso em Mongaguá, no litoral de São Paulo, após ter matado a mulher, a operadora de telemarketing Simone Rodrigues, de 31 anos, com 36 facadas. O crime ocorreu em Osasco (SP), na frente das filhas de 6 e 12 anos do casal, na madrugada desta terça-feira (5).

De acordo com informações da polícia, Ivan Rodrigues, de 42 anos, havia se separado da vítima há aproximadamente um ano e não aceitava o término da relação. Por isso, ele invadiu a casa da ex-mulher e resolveu matá-la, fugindo em seguida para o litoral.

Após receber a informação de que o suspeito tinha uma casa no bairro Itaguaí, os policiais foram ao local e prenderam o acusado, que estava com as mãos enfaixadas por conta de vários ferimentos causados pelos golpes.

De acordo com informações da polícia, o crime aconteceu no bairro Jardim Mutinga e foi registrado no 10º DP de Osasco. O suspeito foi autuado em flagrante por homicídio qualificado e poderá pegar até 30 anos de reclusão.

Crise de cíumes
De acordo com o delegado Ruy de Matos, responsável pelo caso, o suspeito confessou o crime assim que foi preso. "Ele disse que não aceitava a separação e descobriu um outro suposto relacionamento da vítima. Acabou ficando com ciúmes e atacou a mulher. Com medo, a filha mais velha se trancou no banheiro e gritou por socorro, mas ninguém ouviu", explicou.

Ainda segundo Matos, Rodrigues deve ser transferido nas próximas horas para Osasco, onde deverá prestar um novo depoimento e ser recolhido para um Centro de Detenção Provisória.   

Tags: Cotidiano, Brasil,
Palmares
Altair Junior vira réu por improbidade administrativa no caso de atraso dos salários
Política
Lula chega à Justiça Federal para ser interrogado em processo da Lava Jato
Brasil
Com eleição de Bolsonaro, Cuba anuncia fim da parceria com Brasil no Mais Médicos
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.