Pernambuco
Publicada em 14/11/2017 às 14h29. Atualizada em 14/11/2017 às 14h29
Polícia investiga denúncia de abuso de menino de 5 anos em transporte escolar
Crime foi registrado pela DPCA do município.
Por: Redação PortalPE10 - Fonte: G1

Resultado de imagem para van transporte escolar
Delegacia de Polícia de Prevenção e Repressão aos Atos Infracionais (DPCA), em Paulista, no Grande Recife, investiga a denúncia de abuso sexual contra um menino de 5 anos. De acordo com o Conselho Tutelar do município, que acompanha o caso, a vítima relatou ter sido molestada na van de transporte escolar.

Segundo o boletim de ocorrência registrado pela família, o suspeito de praticar o crime é um adolescente de 16 anos que atua como ajudante no serviço e é filho do motorista do veículo. O B.O. foi registrado no dia 6 de novembro, cinco dias depois de o menino ter relatado o abuso. A responsável pela notificação na DPCA foi a delegada Lúcia Custódio.

A mãe da criança relatou aos policias da DPCA que o adolescente segurou as partes íntimas da criança, por cima da farda escolar. O fato ocorreu, conforme a denúncia, no trajeto entre a escola particular onde o menino estudava, no bairro de Maranguape II, e a casa da família.

Também consta no boletim de ocorrência que a mãe da criança telefonou para o motorista da van e pai do suspeito para saber o que havia ocorrido. Conforme informações dos parentes da vítima registradas pela polícia, o condutor teria falado com o filho e ele teria confirmado o fato. Em seguida, o adolescente teria chorado e dito ter se arrependido.

O menino, de acordo com a mãe, está muito abalado. Depois do fato, passou a ser acompanhado por um psicólogo e pelos conselheiros tutelares. “Quero denunciar esse caso para que coisas como essa não voltem a acontecer”, disse a mãe do menino.

O conselheiro tutelar de Paulista Cícero Dalhany informou que a entidade já tomou as primeiras medidas de proteção ao menino. “Ele já foi matriculado em outra escola”, comentou. O conselheiro ressaltou que a entidade vai garantir total apoio aos parentes da criança.

Para o conselheiro, o caso será acompanhado de perto. Segundo ele, o suspeito de abusar da criança ainda não foi detido. "É um caso muito delicado. O agressor também é menor de idade", observou.

Eleições 2018
Dono de empresa suspeita de ajudar Bolsonaro fez o mesmo por Dilma
Política
PSOL pede para TSE suspender funcionamento do WhatsApp em todo país
Eleições 2018
Para juristas, há risco de cassação por compra de disparos no WhatsApp
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.