Futebol
Publicada em 15/09/2017 às 23h13. Atualizada em 15/09/2017 às 23h13
Ex-Náutico, Acosta é obrigado a deixar futebol por doença cardíaca
Meia poderia ter morrido em campo, revela presidente do Taboão da Serra
Por: Bruna Cavalcante Fonte:UOL


Resultado de imagem para acosta nautico

Uma grave doença no coração obrigou o meia-atacante Beto Acosta a pendurar as chuteiras nesta sexta-feira (15), antes do esperado. O uruguaio, que fez sucesso com as camisas de Corinthians e Náutico e atualmente defendia o Taboão da Serra foi diagnosticado com uma grave doença no coração. 

Há cerca de duas semanas, no duelo contra o Atibaia pela A-3 do Campeonato Paulista, Acosta, de 40 anos, passou mal e foi obrigado a fazer exames mais completos. A informação foi confirmada por Anderson Nobrega, presidente do Cats.

A doença de Acosta é congênita e trata-se de uma cardioplatia devido à hipertensão. Por isso, teve crises de pressão alta e que fizeram com que o coração forçasse muito o ventrículo esquerdo.

Pelo diagnóstico do médico do clube, Acosta poderá ter uma vida tranquila, mas sem praticar atividades de alto rendimento. Apesar da notícia ruim, o presidente do Taboão destaca que felizmente a doença foi diagnosticada em tempo, já que Acosta escapou de morrer em campo

Tags: Esporte,
Pernambuco
Motorista morre após perder controle de carro e cair em rio na BR-101
Mata Sul
Durante blitz em Cortês polícia recupera moto roubada
Política
'Não consegui ainda convencer a mim mesmo de que devo ser candidato', diz Barbosa
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.