Futebol
Publicada em 15/09/2017 às 23h13. Atualizada em 15/09/2017 às 23h13
Ex-Náutico, Acosta é obrigado a deixar futebol por doença cardíaca
Meia poderia ter morrido em campo, revela presidente do Taboão da Serra
Por: Bruna Cavalcante Fonte:UOL


Resultado de imagem para acosta nautico

Uma grave doença no coração obrigou o meia-atacante Beto Acosta a pendurar as chuteiras nesta sexta-feira (15), antes do esperado. O uruguaio, que fez sucesso com as camisas de Corinthians e Náutico e atualmente defendia o Taboão da Serra foi diagnosticado com uma grave doença no coração. 

Há cerca de duas semanas, no duelo contra o Atibaia pela A-3 do Campeonato Paulista, Acosta, de 40 anos, passou mal e foi obrigado a fazer exames mais completos. A informação foi confirmada por Anderson Nobrega, presidente do Cats.

A doença de Acosta é congênita e trata-se de uma cardioplatia devido à hipertensão. Por isso, teve crises de pressão alta e que fizeram com que o coração forçasse muito o ventrículo esquerdo.

Pelo diagnóstico do médico do clube, Acosta poderá ter uma vida tranquila, mas sem praticar atividades de alto rendimento. Apesar da notícia ruim, o presidente do Taboão destaca que felizmente a doença foi diagnosticada em tempo, já que Acosta escapou de morrer em campo

Tags: Esporte,
Problemas de Saúde
Simone volta a subir ao palco sem Simaria, que está doente
Mata Sul
Propriedade de Água Preta, na Mata Sul entra na Nova lista suja do trabalho escravo
Empregos
Prefeitura de Limoeiro reabre inscrições para seleção
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.