Palmares - PE | | Email contato@portalpe10.com.br
05/07/2013 10:10 - PortalPE10 - Você bem informado

Polícia divulga fotos da prisão dos irmãos, que mataram o Policial Militar de Catende

Redação PortalPE10

Em uma operação conjunta do Serviço Reservado do 10º Batalhão de Palmares , e da Corregedoria da Polícia Militar do Estado de São Paulo responsável por investigar mortes de policiais militares.

 Os irmãos Silva, acusados de executar o cabo José Carlos de Lima, em Catende, na Mata Sul foram presos na cidade de Patrocínio Paulista-SP. Eles foram encontrados por agentes da Equipe de PM,que receberam informações do serviço reservado do 10º Batalhão de Palmares sobre os criminosos que estavam escondidos no interior paulista. O crime aconteceu em abril deste ano.nas fotos eles estão bastante diferentes.

Severino Gomes da Silva, 37 anos, Reginaldo Gomes da Silva, 27 anos, Edvaldo Manoel as Silva, 25 anos, trabalhavam como cortadores de cana-de-açúcar, em uma fazenda da região, e moravam em uma casa aluga próximo ao centro de Patrocínio Paulista. De acordo com o cabo da PM, Alcindo de Souza, os vizinhos comentaram que eles quase não saíam para as ruas, e ficavam a maior parte do tempo dentro de casa, para não serem vistos pela população.

Reginaldo Gomes da Silva                                 Edvaldo Manoel da Silva 

Severino Jose da Silva 

d0a5cbd7611c3461f1aab0e216cad079.jpg

Na delegacia, os irmãos confessaram o crime, e deram detalhes de como o cabo da PM foi executado. “Nós estávamos comemorando um aniversário com o som alto, foi quando o dono de um bar pediu para desligarmos o som. Aí o policial militar à paisana chegou e me chamou e sacou a arma.  Para me defender, eu segurei o cano do revólver e nós começamos a brigar, foi quando eu o acertei com golpe de facão”, contou Reginaldo, que completou “nunca teve intenção de matar o policial, até porque não sabia que ele era PM”.

Enquanto o irmão lutava com o policial, Severino acertou Lima com mais um golpe de facão. O PM estava caído no chão quando Edvaldo, o irmão mais novo, acusado em 2005 pela morte do namorado de uma prima, pegou a arma do próprio policial, disparou contra a vítima, e desapareceu com o revólver. Depois do assassinato, os irmãos Silva decidiram fugir para São Paulo, onde ficaram foragidos por cerca de dois meses.

Eles foram levados para o Centro de Detenção Provisória de Franca, e e vão responder por homicídio duplamente qualificado. O cabo José Carlos de Lima deixou esposa e filhos e era bastante conhecido na cidade. Os três irmãos podem ser transferido para Pernambuco.